quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Os nomes dos filhos de Baby e outros nomes hippies


Lane Valiengo

         Baby Consuelo viveu em comunidade, conheceu os baratos todos, viajou, pirou, desbundou, cantou. Fez a cabeça no universo hippie e quando a sua era de Aquarius acabou (será?), estava com seis filhos. Aqueles tempos bem que poderiam ser chamados de a época da paz e amor e dos nomes esquisitos dados aos filhos.

         Baby bem que caprichou: Riroca, Zabelê, Nana Shara, Kriptus Rá Baby, Krishna Baby e Pedro Baby. Mas Riroca cresceu e quis mudar de nome: virou Sarah Sheeva...

         Ah, os anos 60 e 70.....

         Os filhos dos antigos hippies (existem novos hippies?) foram assim uma espécie de laboratório de experiências vocabulares, recebendo nomes fora da comum, exóticos ou de mau gosto, mesmo. Os fenômenos e corpos da natureza foram uma das fontes prediletas de nomes, desde Lua ou Moon até Aura, passando por Faith, Maravilha, Mar, Lys, Lótus, Pétala, Sol, Flipi, Nativa, Astral, Jade, Avery, Ghandi e até alguns Budas, sem falar em palavras em sânscrito, como Nataraj.

         Obviamente não poderiam faltar muitos Cristal, Luz, Flora, Harmonia, Flor, Fauna, Gaia, Maia, Aquarius, Athena, Estrela da Manhã, Ametista e, é lógica, Shiva aos montes.

         Paz e amor para todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário